Torne-se um cidadão do mundo, como hoje eu sou

16 Março 2016, 6:00 pm Escrito por 
Torne-se cidadão do mundo Torne-se cidadão do mundo

Um pouco da minha história

Quando eu era pequena meu sonho de profissão era ser aeromoça, hoje mais comumente chamada de comissária de bordo. Nem por um minuto pensei no que a profissão em si exigiria. Minha ambição era viajar, conhecer o mundo. Eu queria ser poliglota; queria poder conversar com o mundo.

Na realidade não segui a carreira de comissária de bordo, porém, o sonho de viajar sempre permaneceu comigo.

Quando eu era jovem, fazer intercâmbio, ir à Disney, viagens para a Europa e outros lugares exóticos mundo afora era um privilégio para poucos. Muitos diziam que viagens internacionais eram "coisa de rico", porém, com meu amadurecimento assumi uma interpretação diferente. Entendi que viajar não estava ao alcance somente dos ricos, era uma questão cultural e de acesso.

Até certo tempo atrás as classes média e baixa não tinham a cultura de viajar, conhecer lugares, pessoas e culturas diferentes. Mas isso tem mudado a cada dia e eu me alegro muito vendo pessoas de todas as classes e idades fazendo intercâmbio e outros tipos de viagem. Aqui na JC International nós temos clientes de 8 anos que já viajam sozinhos e clientes da terceira idade fazendo a sua primeira viagem, seu primeiro intercâmbio – e por que não? Todos com um objetivo: viajar – explorar o mundo e novas culturas, enriquecer-se de experiências (aprender ou melhorar o inglês, fazer um high school, summer camps ou um curso de negócios fazem parte da lista dessas pessoas que não ficam acomodadas, mesmo não sendo "ricas"!!).

Vejo que muitas pessoas optam pelo intercâmbio como uma desculpa – e uma desculpa excelente para dar o primeiro passo para uma viagem internacional, independente e de auto conhecimento. E que melhor justificativa do que aprender ou desenvolver o inglês no berço deste idioma: o Reino Unido? Eis aqui uma verdade: conhecimento não ocupa lugar, e ainda pode trazer muitos outros benefícios, tais como, amizades internacionais; oportunidades para conhecer cidades e culturas novas; criar memórias e histórias por toda a vida etc.

Voltando à minha história

... eu queria viajar e ponto final! E por que não iniciar pelo Brasil? Aos 16 anos, comecei a fazer viagens locais pelo estado do Rio de Janeiro. Fui à Região dos Lagos, à Região Serrana, Costa Verde... Com o passar dos anos comecei a conhecer outros estados. Conhecer o Brasil, já é por si só uma elevação cultural! O Brasil já abraçou e continua abraçando tantos países que já se tornou multicultural. Temos cidades com influências europeias, outras com influência oriental etc. Nosso país é riquíssimo em sua pluralidade. Encontramos no sul do país algumas cidades cujos moradores se comunicam por meio de dialetos italianos ou germânicos. Isso não é legal?!

Dedos britânicosDepois de conhecer o Brasil, comecei algumas viagens tímidas pela América do Sul e com o passar dos anos fui me aventurando mais, chegando ao México, aos Estados Unidos e à Europa. Em certa ocasião resolvi me fixar no Reino Unido (País de Gales) onde tenho hoje minha casa e onde formei uma família.

Com quase 50 anos (sim, não tenho vergonha de dizer a minha idade!) ainda não posso dizer que conheço o mundo todo, mas conheço uma boa parte dele! Todos nós temos vários momentos memoráveis em nossa vida, tais como graduação, casamento, nascimento de um filho, momentos familiares entre tantos outros. Posso dizer que na minha lista incluo as minhas viagens, todas elas!

Viajei com amigos de infância, amigos de carnaval, colegas de trabalho, marido, família, filho e por muitas vezes sozinha. Também viajei por vários motivos, incluindo trabalho, estudos (intercâmbio), por amor, para eventos, shows, festivais etc., mas também viajei sem nenhuma motivação em especial, a não ser pelo puro desejo de conhecer um lugar novo. Cada lugar, cada pessoa, cada experiência criaram em mim memórias que não precisam de fotos ou redes sociais. Essas experiências ajudaram no meu desenvolvimento pessoal e autoconhecimento. Hoje, me considero uma cidadã do mundo, sem esquecer das minhas raízes!

Nem todas as viagens foram glamorosas. Passar 42 horas em um ônibus para chegar à Bahia é somente para os fortes. Viajei de carro por todo o Rio Grande do Sul e pelo Nordeste com amigos. Viajei de avião teco-teco e também de primeira classe (mas a regra geral é classe econômica!!). Tudo isso contribuiu imensamente para meu engrandecimento. Considero certas viagens como a que fiz de 10 horas do País de Gales até a Escócia (de carro) ou outra de 3 horas de Londres à Paris (de trem) como algo impagável. O que se ganha com elas não tem dinheiro que seja justo. Por isso, sou entusiasta por viagens e hoje me dedico a realizar os sonhos de quem desejar viver o que eu já vivi e continuo vivendo.

Nossa missão, aqui na JC International, é criar oportunidades para você que quer se tornar um cidadão do mundo, como eu sou. Um intercâmbio pode ser o primeiro passo para a sua viagem inaugural ao exterior e se seu destino for o Reino Unido, além de escolas excelentes em nosso portifólio, estamos aqui para dar a você todo apoio necessário, desde o planejamento até a execução, não importa o tamanho do seu sonho, sendo uma viagem de fim de semana ou de um ano ou mais.

Se você ainda não tem uma desculpa para viajar, invente uma, mas viaje... sempre. Faz bem para a alma!

Viajar é preciso (e estou considerando aqui o verbo precisar, não o termo "preciso", de precisão)!!

Por fim, termino dizendo: quando você vier ao Reino Unido, será um prazer tomar um café com você e ouvir sobre suas aventuras ou seus sonhos e poderei também compartilhar com você alguns dos meus.

Até a próxima!

Assinatura Claudia

Claudia Rabello Davies
Diretora da JC International Education & Consultancy
Expert em Intercâmbio no Reino Unido
Blogueira
Claudia Rabello Strugnell

Sócia-diretora – brasileira, residente no Reino Unido desde 1998, formada em Administração de Empresas, completou sua pós graduação em Recursos Humanos no Reino Unido, possui especialização na área de gerenciamento de projeto. Tem um excelente entendimento dos sistemas de ensino britânico e brasileiro. Responsável pela parte financeira e marketing da JC International.

E-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.